CULTURA | Professores de língua alemã têm seminário em Ivoti até quinta-feira

 

Durante abertura, prefeita destacou vínculos e pediu apoio do Consulado Alemão para melhorias na cidade

 

Foto: Prefeita, cônsul, Gabriele Metz-Klein e diretor do IEI, Augustin.

Crédito: Bianca Dilly/IEI

 

Ivoti - A restauração de uma das edificações do Núcleo de Casas Enxaimel e a construção de espaço apropriado para o Museu Pró-Memória foram demandas apresentadas pela prefeita Maria de Lourdes Bauermann ao cônsul geral da Alemanha em Porto Alegre, Stefan Traumann, nesta terça-feira, dia 31, durante a abertura do I Seminário de Professores de Língua Alemã da Região Sul do Brasil, no Instituto de Educação Ivoti. Ao lado do diretor da Instituição Educacional de Ivoti, prof. Everton Augustin, Maria de Lourdes solicitou atenção da autoridade para angariar recursos do Governo Alemão.

No encontro, que segue até dia 2 de fevereiro e é realizado pela Associação Riograndense de Professores de Alemão (Arpa), a prefeita falou do vínculo do município com o pais alemão graças ao instituto, que atua na formação de profissionais e atende à comunidade escolar, apresentando inclusive a educação bilíngue em alemão. Maria ressaltou o orgulho em ter uma cidade coirmã, Rottenbuch, do apoio já oferecido na restauração da Casa Amarela e da valorização do ensino da língua alemã diante de eventos como o seminário, que conta com a parceria do Consulado Geral da Alemanha em Porto Alegre, Instituto Goethe, Instituto de Formação de Professores de Língua Alemã e Instituto Superior de Educação Ivoti.

A mesa oficial foi formada também pela coordenadora de Língua Alemã para Santa Catarina e Rio Grande do Sul da ZfA, departamento central alemão para o ensino no exterior, Gabriele Metz-Klein, a presidente da ABraPA (Associação Brasileira de Professores de Alemão), Josiane Richter, o diretor de Ensino do Goethe-Institut Porto Alegre, Adrian Kissmann, a presidente da ARPA (Associação Rio-grandense de Professores de Alemão), Gisela Hass Spindler, o presidente da ACPA (Associação Catarinense de Professores de Alemão), Herton Schünemann, a presidente da APPLA (Associação Paranaense de Professores de Língua Alemã), Irene Stecher Mattes.

Segundo a organização, são em torno de 180 professores participando, principalmente do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, mas também de Minas Gerais e da Bahia.

 

Compartilhar :

Vejas Outras Notícias