SAÚDE Amamentar para garantir a saúde do bebê e da mãe

Curso de Gestante abordou sobre alguns hábitos que podem prejudicar a amamentação, das cólicas do bebê e dos complementos desnecessários até os 6 meses de vida

Ivoti – Que a amamentação é vital para a saúde do bebê, a maioria das gestantes e das famílias estão cientes. O assunto, no entanto, foi reforçado por profissionais da Secretaria da Saúde e Assistência Social durante o terceiro encontro do Curso de Gestantes. Na noite de quarta-feira, dia 31, a enfermeira Cristiane Backes, acompanhada pela nutricionista Ane Cristina Hagemeister, falou das práticas que podem prejudicar a amamentação, como definir um tempo ou horário para as mamadas e oferecer mamadeira, bico, solução glicosada, água ou chá ou ainda uma fórmula infantil à criança.

Durante a fala, a enfermeira mostrou maneiras de minimizar as cólicas, que podem surgir logo após o nascimento e depois dos 15 dias até o 3º mês de vida. Massageando a barriga do bebê com as mãos aquecidas com movimentos circulares durante dois minutos. É possível que algum tipo de alimento ingerido pela mãe possa causar a cólica. Os agressores mais comuns são laticínios, chocolate, cafeína, melão, pepino, pimentão, frutas e sucos cítricos e alimentos condimentados. “Oferecer chás não são recomendados”, reforçou Cristiane.

Acompanhada pelo secretário Martin César Kalkmann, a prefeita Maria de Lourdes Bauermann visitou o grupo para parabenizar a participação e desejar uma boa hora às gestantes.

O próximo encontro – aberto a todas as gestantes – ocorrerá no dia 14 de junho, às 17h30, quando será tratado sobre o Parto e o Pós-parto. Mais informações pelo telefone 3563-6855.

DICAS RÁPIDAS NA AMAMENTAÇÃO:

Amamentar o bebê logo na primeira hora após o parto;

Não oferecer chupeta nem mamadeira;

Não oferecer alimentos complementares antes dos 6 meses;

Certifique-se de que o bebê está com a “pega” adequada;

Amamentar pelo menos até os 2 anos de idade;

Antes de voltar a trabalhar, aprende a extrair e conservar o leite materno;

Não dê ouvidos a palpites e mitos;

Persistir, persistir e persistir... não desistir!

Práticas prejudiciais à amamentação:

 

Compartilhar :

Vejas Outras Notícias