CRISE DOS COMBUSTÍVEIS Serviços são mantidos, exceto escolas municipais de Ivoti

 

Prefeitura mantém prédios abertos. Obras não vai trabalhar na sexta-feira, compensando horários

Ivoti – Todos os serviços públicos estarão funcionando, com exceção das escolas municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental, Plug e o Núcleo de Apoio à Inclusão, que estarão fechadas a partir desta terça-feira, dia 29. Em reunião com o secretariado nesta segunda-feira, dia 28, o prefeito Martin Cesar Kalkmann verificou que a falta de profissionais e o término do gás de cozinha requer a paralisação das aulas até sexta-feira. “Estamos monitorando e observando a situação nacional. Não vemos necessidade de paralisar os serviços das secretarias administrativas. Podemos trabalhar normalmente até sexta-feira, com algumas restrições. Se algum profissional precisar faltar, está autorizado e as secretarias farão adequações”, informou Martin, lembrando que as horas precisarão ser recuperadas.

Na quinta-feira, será feriado de Corpus Christi. Na sexta-feira, a Secretaria de Obras não trabalhará, compensando nos dias 18 ou 25 de agosto ou 13 e 20 de outubro. O vice-prefeito e secretário de Obras, Roberto Schneider, pede a compreensão de todos para não colocar lixo e galhos nas ruas, pois os veículos estão ficando sem combustíveis. “Estamos guardando combustível para urgências que possam surgir na semana”, informa Beto.

Sem coleta de lixo e remanejos internos

Também não será feita a coleta do lixo, segundo a empresa Junges, que informou a dificuldade no abastecimento dos veículos, até a normalização da distribuição.

Segundo a secretária de Educação, Cristiane Spohr, não será possível manter o funcionamento das escolas. “Consultamos os diretores e já estão ocorrendo faltas por falta de combustível”, informou. “Também está previsto o término do gás de cozinha nas EMEIs, o que prejudica o atendimento às crianças”, informou.

As secretarias de Saúde e de Obras estarão trabalhando, com restrições: devido à falta de alguns profissionais, serão canceladas algumas agendas e não será feito o transporte individual para atendimentos na capital. “Felizmente, o prontoatendimento Mais Vida está com um médico dormindo na cidade”, orienta Clarice Silva. O transporte de ônibus para a Capital permanece.

O combustível na frota será remanejado internamente e, se necessário, os secretários têm autorização para fazerem trocas, avaliando a prioridade. “Temos que ter calma e avaliar os acontecimentos nacionais, priorizando as urgências”, lembrou Martin.

 

 

Compartilhar :

Vejas Outras Notícias