Coronavírus: Ivoti permanece na bandeira vermelha

Ivoti - O Município de Ivoti permanece na bandeira vermelha, no modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado, válido de 21 a 27 de junho. Dentre as determinações está suspensão do atendimento presencial do comércio e serviços não essenciais, prevendo a possibilidade das tele-entregas e do take-away (venda online de produtos com retirada rápida no local).

Confira as restrições impostas pela bandeira vermelha: 🚩

👉 Comércio: Na bandeira vermelha somente estabelecimentos que vendem itens essenciais podem estar abertos, mantendo 50% dos trabalhadores. Os demais locais de comércio devem ficar fechados. Teleatendimento, tele entrega, drive-thru e pegue e leve é permitido.

👉 Serviços e Igrejas:

*Missas e serviços religiosos poderão ser realizados com no máximo de 30 pessoas,

*clubes sociais e esportivos (mesmo que com atendimento individual) não poderão atuar.

*Academias será permitido atendimento individualizado com distanciamento de 16m².

*Serviços de higiene pessoal como cabeleireiro e barbeiro poderão atuar com atendimentos individualizados e distanciamento mínimo de 4m.

👉Alimentação / restaurantes / lanchonetes: Restaurantes e lancherias ficam proibidos de receber clientes no local, mas podem atender em sistema de tele-entrega, drive-thru e pegue e leve.

👉 Ensino: As aulas devem ser mantidas de forma remota. Cursos livres devem permanecer fechados, assim como escolas de ensino infantil, fundamental e médio e universidades; cursos de idiomas e cursos profissionalizantes também devem permanecer fechados.

👉 Indústria: Passam a operar com apenas 75% dos trabalhadores.

👉 Construção Civil Construção de edifícios, obras de infraestrutura e serviços de construção, por serem considerados essenciais, passam a operar com apenas 75% dos trabalhadores.

👉 Serviços de contabilidade, auditoria, consultoria, engenharia, arquitetura, publicidade e outros 25% dos trabalhadores, atendimento presencial restrito, dando preferência ao teleatendimento.

👉 Administração pública: Passa a ser a critério do Prefeito. Normativa a critério do Município.

👉 Transporte coletivo mantêm-se em 50%.

Compartilhar :

Vejas Outras Notícias